Sustentabilidade: Aqui e agora: Conheça Pesquisa

Fonte: Walmart Brasil | Data: 24 de february, 2011

A maior parte da população julga que o meio ambiente deve ter prioridade sobre o

crescimento econômico. Apesar desse entendimento, quando o tema é

sustentabilidade, partir para a ação propriamente dita ainda não está no

consciente das pessoas.Essas são algumas das conclusões da pesquisa

Sustentabilidade: Aqui e Agora, lançada em novembro pelo Walmart Brasil em

parceria com o Ministério do Meio Ambiente. Os resultados foram apresentados

durante evento realizado na capital paulista, com a presença de autoridades,

fornecedores, acadêmicos, representantes de associações e ONGs e da

imprensa.A pesquisa, executada pela Synovate, ouviu 1.100 pessoas em 11

capitais: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR),

Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro

(RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).O estudo tinha como objetivo saber

se as ações de sensibilização realmente chegam aos cidadãos comuns. Como

conclusão geral, ele mostra que a população revela uma preocupação expressiva em

relação a temas como meio ambiente, saúde e qualidade de vida.

Contudo, ainda há uma razoável distância entre a intenção e o gesto. A boa notícia é que

há um terreno fértil para programas de educação ambiental e campanhas que

permitam que o meio ambiente vire um assunto do dia-a-dia.

Números da pesquisa

- Para os entrevistados, "meio ambiente" é um conceito

bastante amplo e relacionado a questões ligadas ao seu cotidiano, como coleta de

lixo, reciclagem ou saneamento básico.

- No quesito responsabilidade, 61% acha que os cuidados com o meio ambiente são atribuição dos órgãos públicos

(prefeitura e governo) e 18% responderam que o meio ambiente é responsabilidade

do indivíduo.

- O estudo revelou que a maior parte das pessoas (60%) é

simpática à idéia da proibição das sacolinhas, por exemplo, mas 21% não saberiam

como descartar seu lixo doméstico num suposto mundo sem sacolas.

- Ainda sobre descarte: mais de 70% dos entrevistados jogam pilhas e baterias no lixo

comum; 66% depositam remédios no lixo doméstico; 33% jogam tintas e solventes no

lixo doméstico; 39% descartam óleo usado na pia da cozinha; 17% possuem lixo

eletrônico em casa.

- Na visão de 40% da amostra, "limpeza pública" é o

principal problema ambiental nas suas cidades ou bairros.

- 82% dos pesquisados se dispõem a participar de abaixo-assinados para resolver questões

ambientais, mas não atuando diretamente na solução dos problemas.

- Os brasileiros apostam na próxima geração para solidificar uma sociedade mais

atuante em prol do meio ambiente. 63% dizem que a escola é o local mais

apropriado para a construção de uma consciência ambiental, seguido de

comunidades (58%) e igrejas (43%).

Conheça aqui o resultado completo da pesquisa.