Curiosidade: Conheça listas de bilionários: Bill Gates fala sobre a destinação de sua herança

Fonte: REVISTA EXAME | Data: 07 de march, 2012

Se você já leu algo sobre os bilionários mundiais, é provável que nomes como Carlos Slim, Bill Gates e Warren Buffett soem bastante familiares. Mas o que dizer de Ingvar Kamprad? Segundo o Billionaire's Index, divulgado pela Bloomberg, ele aparece justamente atrás destes três empresários na lista dos mais ricos do planeta. Fundador da varejista sueca Ikea, Kamprad possui uma fortuna de 42,5 bilhões de dólares, responsável por colocá-lo na quarta colocação do ranking. Na famosa lista da Forbes, ele aparece na longínqua 162ª posição, com “apenas” 6 bilhões. A gritante diferença se assenta na disposição do bilionário em assumir a sequência de zeros na conta bancária.


 




Bloomberg 2012   Forbes 2011
1. Carlos Slim Helu, US$ 68,5   Carlos Slim Helu, com US$ 74
2. Bill Gates, com US$ 62,4   Bill Gates, com US$ 56
3. Warren Buffett, com US$ 43,8   Warren Buffett, com US$ 50
4. Ingvar Kamprad, com US$ 42,5   Bernard Arnault, com US$ 41
5. Bernard Arnault, com US$ 42,3   Larry Ellison, com US$ 39,5
6. Amancio Ortega, com US$ 38,8   Lakshmi Mittal, com US$ 31,1
7. Lawrence Ellison, com US$ 38   Amacio Ortega, com US$ 31
8. Charles Koch, com US$ 34   Eike Batista, com US$ 30
9. David Koch, com US$ 34   Mukesh Ambani, com US$ 27
10. Eike Batista, com US$ 29,8   Christy Walton, com US$ 26,5

 


Apesar de dizer que não é dono da Ikea, a Bloomberg considera que o vínculo existe por meio de uma rede de companhias e fundações estabelecidas há mais de 30 anos.


 


Bill Gates, o segundo homem mais rico do mundo, com um patrimônio de 56 bilhões de dólares, já declarou várias vezes à imprensa que deixará uma fatia “minúscula” da sua fortuna aos três filhos, Jennifer Katharine, Phoebe Adele e Rory John. Especula-se que seriam 10 milhões de dólares para cada um.


 


“Não acho que essa quantidade dinheiro faria bem a eles”, disse ao jornal britânico Daily Mail, acrescentando: “Eles terão que encontrar o próprio caminho”. A maior parte do patrimônio dobilionário fundador da Microsoft deve ir para a fundação filantrópica que criou junto à esposa, a Bill & Melinda Gates Foundation.